header-paginas-quem-somos

O Residencial Geriátrico Florence é referência no cuidado e acolhimento de idosos em Bauru e região. Com um amplo ambiente e uma infraestrutura completa, conta com uma equipe de profissionais qualificada e selecionada para cuidar de quem precisa de cuidados especiais e constantes.

Em atividade desde 2012, rompe com o conceito antigo de cuidado das casas de repouso, proporcionando atendimento humanizado, ambiente acolhedor, carinho, amor, cuidado e respeito.

Em ambientes arejados, alegres e decorados um a um, os pacientes podem interagir com a natureza e com animais, caminhar, conversar e realizar atividades de lazer. Tudo isso melhora a convivência entre os idosos, aumenta a autoestima, proporciona conforto e bem-estar, fazendo-os sentir em casa.

Florence Nightingale, enfermeira inglesa que nos inspirou na escolha do nome do nosso Residencial

A escolha do nome do Residencial Geriátrico Florence foi em homenagem à esta mulher tão importante, criadora da enfermagem moderna: Florence Nightingale.

Enfermeira inglesa nascida na cidade italiana de Florença, onde sua família, de origem inglesa, residia temporariamente, que com seu trabalho lançou as bases dos modernos serviços de enfermagem, ganhando fama, portanto, como fundadora da profissão de enfermeira e como reformadora do sistema de saúde.

Educada pelo pai, aprendeu grego, latim, francês, alemão e italiano, história, filosofia e matemática. Após se formar por uma instituição protestante de Kaiserswerth, Alemanha, transferiu-se para Londres, onde passou a trabalhar como superintendente de um hospital de caridade. Sempre interessada pela enfermagem, durante a guerra da Criméia (1854 -1856), integrou o corpo de enfermagem britânico como enfermeira-chefe do exército, em Scutari, Turquia.

Durante a guerra constatou que a falta de higiene e as doenças matavam grande numero de soldados hospitalizados por ferimentos. Assim desenvolveu um trabalho de assistência aos enfermos e de organização da infra-estrutura hospitalar que a tornou conhecida em toda a frente de batalha, consagrando a assistência aos enfermos em hospitais de campanha. Suas reformas reduziram a taxa de mortalidade em seu hospital militar de 42,7% para 2,2% e voltou famosa da guerra e logo passou a batalhar, com considerável sucesso, pela reforma do sistema militar de saúde. Depois da guerra publicou Notes on Matters Affecting the Health,Efficiency and Hospital Administration of the British Army (1858) e fundou uma escola de enfermagem no Hospital de St. Thomas, em Londres, a primeira escola de enfermagem do mundo (1860).

Como era solteira, trabalhava fora de casa e agia de acordo com as suas idéias, serviu de exemplo a outras mulheres e contribuiu para impor respeito pelo papel da mulher na sociedade, e só parou de trabalhar quando ficou completamente cega (1901), morrendo em Londres, aos noventa anos de idade. Ela considerava a estatística essencial para entender qualquer problema social e procurou introduzir o estudo deste ramo da matemática para justificar suas conclusões. Ela se utilizou em seus esforços dos dados que tinha, tornando-se pioneira na utilização de gráficos, para apresentar dados em uma forma clara para que todos, inclusive os generais e membros do parlamento, pudessem compreender. Seus gráficos criativos constituíram-se em um marco no crescimento da nova ciência da estatística.

Fonte: http://www.dec.ufcg.edu.br/biografias

Image

Entre em Contato

Para mais informações, dúvidas ou caso queira agendar uma visita preencha o formulário. Este é um canal exclusivo para o atendimento de clientes.

Scroll Up
Fale Conosco pelo WhatsApp